contato@instituto.esp.br 92.3656-5513
contato@instituto.esp.br 92.3656-5513
Recolocação profissional: entenda como funciona.

Em um cenário onde a taxa de desemprego chega a 12,3% e atinge 13 milhões de brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a busca pelos serviços de recolocação profissional tem aumentado.

E o motivo da ascensão desse tipo de serviço é a abrangência do atendimento ao interesse de todas as partes envolvidas: trabalhadores, empresas e até o próprio mercado de trabalho.

Mas é importante que o profissional esteja atento para as diferenças entre essas empresas que podem ser de consultoria de recolocação profissional, outplacement e headhunting.

Consultoria de recolocação profissional

É caracterizada pela atividade de consultoria que objetiva oferecer apoio e orientação para facilitar o processo de recolocação profissional no mercado de trabalho. Nesse caso, um consultor prestará um serviço particular a um profissional que está com dificuldades de se recolocar no mercado de trabalho, estando desempregado ou não.

Outplacement

Esse tipo de recolocação envolve a responsabilidade social da empresa em auxiliar seu funcionário demitido ou perto de perder seu emprego. Ou seja, a empresa demissora contrata os serviços de uma consultoria e, nesse caso, os custos são todos da empresa.

Ainda que este serviço tenha um custo, representa um diferencial tanto para o funcionário quanto para a empresa e o mercado de trabalho. Isso porque cria um clima de confiança que reflete em benefícios para todas as partes envolvidas.

Headhunting

Conhecido como caça-talentos, o consultor trabalha para recrutar e selecionar, no mercado, profissionais para empresas que estão buscando profissionais com um perfil específico para as suas vagas.

Profissionais de headhunting vão em busca dos melhores talentos para as empresas que os contratam – e, por isso, geralmente seu foco está sobre profissionais para cargos de chefia.

Etapas da Recolocação Profissional

Segundo a especialista em carreira e recolocação, Jakeline Souza, as empresas de recolocação profissional independente de suas características, ajudam o profissional com alguns processos similares.

“As empresas estão ali para dar um norte para aquele profissional. Elas ficam responsáveis por revisar o currículo daquele cliente, ministrar treinos para entrevista, ensinar técnicas de networking e principalmente, fazer a divulgação do perfil profissional para empresas, consultorias e gestores de influência”, explicou.

Orientações

Segundo a especialista, essas são algumas dicas para uma recolocação profissional de sucesso:

1 – Atualização do currículo
Essa é a hora de refletir sobre seus objetivos profissionais. Pensar sobre suas experiências, conquistas e aprendizados ajudarão o profissional a montar um currículo focado e atual.
Lembre-se de sempre ressaltar seus resultados alcançados em suas experiências passadas. Um bom currículo nunca passa despercebido aos olhos do recrutador.

2 – Capacitação
É importante que o profissional esteja por dentro dos assuntos de sua área. Então, a dica é: aproveitar o tempo livre para se capacitar, pois aumentar seu conhecimento pode significar mais chances para uma recolocação no mercado de trabalho.

3 – Sem mentiras
Para voltar ao mercado, é preciso que o profissional seja sincero e claro quanto ao final de suas últimas experiências profissionais, esconder uma demissão não é uma boa ideia. Não há vergonha em ser demitido, existem vários fatores que podem ter levado a isso.

4 – Paciência
O profissional precisa cuidar da saúde emocional. Não é recomendado apostar todas as fichas em uma vaga. Então, enquanto espera o feedback, o profissional precisa continuar buscando a recolocação profissional.

Ficou interessado no trabalho das empresas de recolocação profissional?

Essas são algumas empresas de destaque que atendem em Manaus!

Paula Pedrosa Headhunter – (92) 3321-3501

Grupo Hunt – (92) 3088-5508


Redação: Silvia Calderaro
Edição: Rodrigo Guirado

Deixar um comentario

três × dois =