Perícia Digital, Investigação e Computação Forense

  1. Introdução à Criminalística e Computação Forense

  2. Introdução aos Aspectos Legais de Computação Forense

  3. Tópicos em Sistemas Operacionais

  4. Análise Forense do Sistema Operacional LINUX

  5. Análise Forense do Sistema Operacional Windows

  6. Análise de Mídias Utilizando Ferramenta Forense FTK I

  7. Análise de Mídias Utilizando Ferramenta Forense FTK II

  8. Análise de Mídias Utilizando Software Livre

  9. Análise de Mídias Utilizando Ferramenta Forense ENCASE I

  10. Análise de Mídias Utilizando Ferramenta Forense ENCASE II

  11. Análise de Malware

  12. Análise de Local na Rede Mundial

  13. Análise de Tráfego e Captura de pacotes I

  14. Análise de Tráfego e Captura de pacotes II

  15. Criptografia e Criptoanálise

  16. Introdução ao Processamento Forense de Imagens

  17. Uso da Ciência da Informação na Computação Forense

  18. Tópicos Avançados em Informática Forense I

  19. Tópicos Avançados em Informática Forense II

  20. Metodologia do Trabalho Científico

Carga horária de 480 horas / aula

JUSTIFICATIVA

O constante e rápido avanço tecnológico o número de delitos cibernéticos tem crescido exponencialmente. Logo, devemos utilizar os mesmos avanços tecnológicos e novas técnicas desenvolvidas para aprimorarmos a produção da prova material tanto no âmbito criminal quanto civil.

Visando enfrentar a verdadeira epidemia de crimes cibernéticos que assola a rede mundial de computadores, torna-se cada vez mais necessário para profissionais de TI e organizações públicas e privadas o domínio de técnicas de análise forense, aplicadas no âmbito computacional. A análise forense computacional consiste em um conjunto de técnicas para coleta e exame de evidências digitais, reconstrução de dados e ataques, identificação e rastreamento de invasores.

O curso tem enfoque prático e visa apresentar os conceitos essenciais da investigação forense digital, com o objetivo de fornecer aos alunos as habilidades necessárias à investigação de sistemas potencialmente comprometidos, conhecimento sobre ataques comuns e a preparação para trabalhar em uma investigação legal. Esta pós-graduação é voltada para técnicos, analistas e administradores de redes que desejam atuar na área de uma investigação forense em sistemas computacionais.

 

OBJETIVO

O curso de Pós-Graduação em Perícia Digital e Computação Forense tem como objetivo fornecer ferramentas para que os profissionais atuantes na área – ou que nela pretendam ingressar – possam se capacitar e ser um diferencial neste ramo, atendendo com excelência as exigências do mercado. Estas ferramentas proporcionarão os conhecimentos necessários para a análise de mídias, recuperação de evidências e elaboração e análise de Laudos Periciais.

 

PÚBLICO

Profissionais com curso superior em todas as áreas afins à tecnologia da informação, assim como aqueles que tenham conhecimento avançado sobre TI

José Antonio Milagre, é Advogado e perito em informática, especializado em Direito Digital e Eleitoral, Mestre em Ciência da Informação pela UNESP, Presidente da Comissão de Direito Digital da OAB/SP Regional da Lapa, atuou na vice-Presidência da Comissão Estadual de Informática da OAB/SP (2013-2015). Árbitro fundador da Câmara Internacional de Arbitragem e Mediação em Tecnologia da Informação, E-commerce e Comunicação (CIAMTEC.br). Consultor convidado na CPI de Crimes Cibernéticos – CPICyber do Congresso Nacional. É professor de Pós-Graduação em diversas instituições. Autor dos Livros “Guerra Eleitoral na Internet”, “Manual de Informática para Processo e Peticionamento Eletrônico”. Autor pela Editora Saraiva em co-autoria com o Professor Damásio de Jesus, dos livros e “Marco Civil da Internet: Comentários àLei 12.965/2014” e “Manual de Crimes Informáticos”. É colunista no OlharDigital e do Portal IDGnow!

 

169201-500-0

images-53

manual-de-informatica

images-livrariasaraiva-com_-br_

José Antônio Milagre –  Advogado e perito em informática, especializado em Direito Digital e Eleitoral, Mestre em Ciência da Informação pela UNESP, Presidente da Comissão de Direito Digital da OAB/SP Regional da Lapa, atuou na vice-Presidência da Comissão Estadual de Informática da OAB/SP (2013-2015). Árbitro fundador da Câmara Internacional de Arbitragem e Mediação em Tecnologia da Informação, E-commerce e Comunicação (CIAMTEC.br). Consultor convidado na CPI de Crimes Cibernéticos – CPICyber do Congresso Nacional. É professor de Pós-Graduação em diversas instituições. Autor dos Livros “Guerra Eleitoral na Internet”, “Manual de Informática para Processo e Peticionamento Eletrônico”. Autor pela Editora Saraiva em co-autoria com o Professor Damásio de Jesus, dos livros e “Marco Civil da Internet: Comentários à  Lei 12.965/2014” e “Manual de Crimes Informáticos”. É colunista no OlharDigital e do Portal IDGnow!

Domingo Montanaro – Especialista em investigação e elucidação de delitos (cívies, criminais e trabalhistas) praticados por meios eletrônicos, abordando segurança sistêmica e perícias técnicas nas áreas de tecnologia da informação e comunicações. Forte proficiência em análise de risco e vulnerabilidades. Experiência destacada em utilização de Inteligência e Contra-Inteligência em Tecnologia da Informação e Investigação de Fraudes. Pioneiro na criação de laboratórios de perícia técnica e análise de vulnerabilidades para empresas de grande porte com foco em instituições financeiras, sendo colaborador de órgãos públicos em demandas especiais. É Pesquisador de metodologias, técnicas e novas ferramentas com propósitos periciais, anti-periciais (Anti-Forensics) e de subversão de sistemas (rootkits), intrusivos e evasivos no intuito de aprimorar técnicas de defesa e pronta resposta. Atuante no mercado brasileiro há 12 anos e no internacional (Oriente Médio, Argentina e EUA) há 5, é responsável por diversos projetos de segurança em vigência no âmbito corporativo e governamental. Habilidade e experiência em implantação/adaptação ànormas internacionais (SOX, ISO/IEC 17799, 27001, 15408, PCI/DSS, etc). Ministra treinamento especializado em evidências digitais e segurança da informação, sendo professor convidado em cursos de pós-graduação em várias universidades. Autor em diversas publicações especializadas em segurança da informação e palestrante convidado em eventos internacionais relacionados ao assunto, tais como HackInTheBox (Dubai e Malásia), VNSECON (Vietnam), The Forensics Workshop (Arábia Saudita), XCon (China), EkoParty (Argentina), CyberWar Tactics Symposium (EUA), H2HC (Brasil), SSI/ITA(Brasil).

Ricardo Kléber – Possui graduação em Ciências da Computação (2001) e mestrado em Engenharia Elétrica (2006), ambas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com atuação na Área de Segurança de Redes desde 1998. Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte onde atua, principalmente, em disciplinas relacionadas a Rede de Computadores, Segurança de Redes e Computação Forense. Atua, esporadicamente, em cursos de especialização na UniRN e na Universidade Potiguar (Natal/RN), Uninorte (Rio Branco/AC) e Estácio Atual (Boa Vista/RR). Autor do Livro "Introdução à Análise Forense em Redes de Computadores (NOVATEC/2013), tem atuado como palestrante nas Reuniões do Grupo de Trabalho em Segurança de Redes (Comitê Gestor da Internet – CGI.BR), Workshop Seginfo, Iccyber – Conferência Internacional de Perícias em Crimes de Informática, Campus Party (SP e PE), SSI/SP, HacknRio, FISL/RS, FLISOL, EPSL e outros eventos na área de Redes de Computadores, Segurança da Informação e Software Livre. Atua em ações junto ao Ministério da Educação (MEC) como Grupos de Trabalho para Avaliação de Processos de autorização, reconhecimento e renovação de cursos superiores, avaliação de projetos do Governo Federal (Pronatec, Brasil Profissionalizante e Mulheres Mil) e elaboração de questões para o ENADE na Área de Redes de Computadores.

Adriano Vallim – Possui graduação em Administração de Empresas Comércio Exterior pelo Associação Cultural e Educacional Piratininga (2000), especialização em Certificate in Global Business Administration pela Thunderbird School of Global Management (AZ, USA)(2014) e mestrado em ITA pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica(2012). Atualmente é Professor da Universidade Paulista. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Computação.

Luiz Rabelo – Possui graduação em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Faculdade COTEMIG (2004), graduação em Tecnólogo em Redes de Computadores pela Faculdade Infórium de Tecnologia (2008) e curso-técnico-profissionalizante pelo Colégio Cotemig (2001). Atualmente é Consultor de Computação Forense da TechBiz Forense Digital. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Computação.

Cássio Batista Pereira – Formado em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, pós-graduado em MBA em Desenvolvimento de Arquiteturas .Net e Especialização em Computação Forense pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, há dez anos atuo na área de sistemas, mais especificamente no desenvolvimento e arquitetura de software para empresas dos mais variados nichos de negócio, participando ativamente da análise e especificação de requisitos, implementação de código utilizando a linguagem C# sobre a plataforma .Net, desenho de software, manutenção de software, integração com serviços terceiros e ciclo de vida do software, utilizando as mais diversas ferramentas e frameworks do mercado.

Ricardo Giorgi – MBA Professor de FIAP, IBTA e Universidades de Mackenzie. Msc. Em Engenharia da Computação pela IPT USP University. Pós-graduação pela FASP na Internet Consulting. Presidente do Conselho de Administração do (ISC) 2 Brasil Capítulo e Fundador-Membro da ISSA Brasil Capítulo. Principais certificações: CISA, CISSP-ISSAP, CISM, CRISC, CGEIT, ISO 27001 LA, VCP, CCSI, SSCP, GREM, CEH, ECSA, Security +, RHCE, LPI, MCSO, CCNA, Network + e ITILf v2. Instrutor para (ISC) 2 CISSP e SSCP CBK Revisão Seminários. Mentor e Proctor do Instituto SANS. Pós-graduado pela FASP na Internet Consulting. Presidente do Conselho de Administração do (ISC) 2 Brasil Capítulo e Fundador-Membro da ISSA Brasil Capítulo. Especialidades: Segurança da Informação, Gestão de Riscos, Infraestrutura, Hacking Ético, Análise de Vulnerabilidade, Criptografia, Gerenciamento de Risco, Auditoria de Segurança, Políticas de Segurança, Conscientização em Segurança, Operações de Segurança, Computação em Nuvem.

José Eduardo Santarém Segundo – Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP-Marília/SP; docente e coordenador do Curso de Graduação em Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP); Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília na linha de Informação e Tecnologia. Atua na linha de pesquisa – Ambientes Digitais e Tecnologias Aplicadas a Informação e Comunicação -, com ênfase em Web Semântica, Linked Data, Dados Abertos e Acervos Digitais. Lider do NEWSDA – Núcleo de Estudos em Web Semantica e Dados Abertos. Recebeu o Prêmio de Melhor Tese pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (Ancib) – Ano 2011. Recebeu também Menção Honrosa no Prêmio Capes de Teses – 2011 (Ciências Sociais Aplicadas).

Pedro Luís Próspero Sanchez – Engenheiro eletricista, doutor e livre-docente em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. É bacharel em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É professor livre-docente do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, onde lidera a área de ensino e pesquisa em Engenharia Legal, Ciência e Tecnologia Forenses. É coordenador do Grupo de Engenharia Legal, Ciência e Tecnologia Forenses da Universidade de São Paulo. É Presidente da Sociedade Brasileira de Perícias de Informática e Telecomunicações. É membro afiliado do Information Forensics and Security Technical Committee da IEEE Signal Processing Society. Na Universidade de São Paulo ministra a disciplina “Engenharia Legal” no nível de graduação, e em pós-graduação ministra as disciplinas “Tópicos de Direito Tecnológico”, “Metodologia da Prova Pericial”, “Fundamentos de Ciência Forense” e “Ciência Forense Aplicada a Sistemas de Informação”. Durante o ano de 2007 foi professor da Escola Superior da Advocacia da OAB/SP, onde ministrou o curso Perícia Forense Aplicada a Sistemas Informatizados. É colaborador do programa de mestrado profissionalizante do Instituto de Pesquisas Tecnológicas IPT, onde orientou trabalhos de pós-graduação e ministrou a disciplina Ciência Forense Computacional. Interessa-se pelo estudo dos vários aspectos da relação entre tecnologia e sociedade. Como temas principais podem-se citar o impacto do desenvolvimento tecnológico sobre a sociedade, direito tecnológico, ciência e tecnologia forenses, e engenharia legal. Profere regularmente palestras tratando desses temas. O Professor Sanchez atua regularmente como perito judicial em vários estados da federação, tratando de questões complexas envolvendo alta tecnologia, e tem vários anos de experiência nas áreas de telecomunicações, microeletrônica, e sistemas de computação. Além de suas atividades como engenheiro, também é advogado especializado nas áreas de direito tecnológico e direito do consumidor. É membro da Comissão de Sociedade Digital da OAB/SP. Foi por seis anos membro da Comissão de Informática Jurídica da OAB/SP. É editor associado e revisor do Journal of Digital Forensics, Security and Law (http://www.jdfsl.org) e membro do corpo de revisores do International Journal of Digital Crime and Forensics, do International Journal of Forensic Computer Science, do International Journal of Electronic Banking, e da revista IEEE Latin America. Foi membro dos comitês científicos de diversos eventos nacionais e internacionais em tecnologia de informação. Foi revisor técnico da tradução para o português do livro Perícia Forense Computacional, de Dan Farmer e Wietse Venema. O Professor Sanchez ocupou várias posições na iniciativa privada. Na década de 1980 trabalhou na Computervision Corporation, onde foi gerente regional de engenharia de aplicações, suporte e treinamento para a América Latina. Atuou também como consultor e ministrou vários cursos, no Brasil e no exterior, nas áreas de especificação e implementação de sistemas de CAD/CAM, análise de produtividade, e treinamento de engenheiros. Desenvolveu e implantou sistemas computacionais nas mais diversas áreas de atividade, entre as quais podem-se citar a engenharia mecânica, eletrônica, engenharia civil, energia, geologia e petroquímica. Em 1990, o Professor Sanchez liderou a equipe que projetou, construiu e testou o primeiro chip microprocessador de 32 bits criado na América Latina.

Fernando Fonseca – CISM, CISSP-ISSAP, ISMAS, CHFI – Diretor de Educação da Antebellum Capacitação Profissional. Tendo atuado como analista/programador desde 1985. Graduou-se em processamento de dados pela FUMEC-MG em 1996, e pós graduou-se em Multimídia e Internet (UFES 2000), Segurança da Informação (UNIRIO 2005), Administração de Redes Linux (UFLA 2006) e Strategic Management (La Verne University 2006) além de certificar-se por diversos institutos, como o ISACA (CISM), ISC2 (CISSP, CISSP-ISSAP), EC-Council (CHFI, CEI), CompTIA (Security+), Microsoft (MCT, MCSE Security), Exin (ISFS, ISMAS), Access Data (ACE), Módulo MCSO, etc. Atua como instrutor desde 1993, quando ministrava cursos de DOS, Wordstar, Lotus 123 e Dbase no SENAC-MG, e durante todas as funções que exerceu em sua carreira continuou a ministrar treinamentos sobre as tecnologias que trabalhava (Microsoft, Unicenter TNG, Redes, Segurança da Informação e computação forense). Atua também como professor universitário desde 2004, tendo trabalhado nos cursos de graduação e pós-graduação na Universidade Anhembi-Morumbi, UNIP, Faculdade Impacta de Tecnologia, Escola Paulista de Direito e UNI-BH. Na Microsoft, atuou como Test Engineer, e Consultor de segurança da Informação, onde foi responsável pelo conteúdo dos programas Academia de Segurança da Informação, Technet Security Experience e do Fast Start Security. Atuou também como Gerente de conteúdo da Módulo Security Solutions , Coordenador de treinamentos na Techbiz Forense Digital. Dentro da comunidade de segurança, atuou como Diretor de Comunicação do ISSA Brasil Chapter entre 2006 e 2010, e como Vice-presidente entre 2010 a 2012, Sendo o único brasileiro a receber o título de Senior Member pela ISSA International.

Alexandre Borges – Pesquisador de Malware, Instrutor e Consultor em Análise de Malware, Forense Digital, Análise Forense de Memória, Exploração de Software, Engenharia Reversa e Kernel Windows / Linux Oracle ACE. ISC2 (CISSP), Oracle, EC – Conselho instrutor e consultor. CE – Conselho Membro do Conselho Consultivo da CHFI Autor de artigos sobre o livro de receitas da Oracle Technical Network (OTN) e do Oracle Solaris 11 Advanced Administration Cookbook. Palestrante em Conferências.

Vitor Martinelli – Pós-graduado em Computação Forense pela Universidade Mackenzie e graduado em Tecnologia em Sistemas de Informação pela Universidade Cruzeiro do Sul. Possui certificações internacionais de CEH – Certified Ethical Hacker, ACE – Certified Forensic Examiner, Certified Security+, Auditor Líder ISO 27001, Auditor Líder ISO 9001, Certified Integrator in Secure Cloud Services, ISO 27002 ISFS, Cloud Computing Foundation, ITIL Foundation, COBIT Foundation e Green IT Citizen. Perito em forense computacional, com atuação na prevenção e investigações de ilícitos no meio digital. Atua há mais de 12 anos na área de TI em grandes organizações dos segmentos público e privado, com foco em Computação Forense, Auditoria de TI e Segurança da Informação. Autor do Livro “Introdução a Computação Forense”, pela Ed. Bookmakers, e de artigos de computação forense publicados em revistas digitais. Membro da HTCIA – High Technology Crime Investigation Association, ISACA – Information Systems Audit and Control Association, SBCF – Sociedade Brasileira de Ciências Forenses, OPERB – Ordem dos Peritos do Brasil e APEJESP – Associação dos Peritos Judiciais do Estado de São Paulo.

No dia 09/12/16 as 18:00 deu-se início a inauguração da primeira turmas de Perícia Digital, Investigação e Computação Forense do Instituto ESP.

O curso está sendo um sucesso! Parabéns aos futuros peritos forense.

15400420_10205901186208321_6224716143770535525_n

15193414_10205901181448202_6297945401909663112_n

15442111_10205901181968215_6115432610429647523_n

15356663_932342536895853_366440268775617257_n

15380579_1285894298121145_1567249276450972004_n

PRÉ-MATRÍCULA
Receba o Projeto e Proposta do Curso

Todos os campos são obrigatórios

Selecione o Curso

NOME completo

TELEFONE

E-MAIL

FORMAÇÃO